segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Nirvana - Come As You Are

sábado, 30 de dezembro de 2017

Sempre aprendemos quando ensinamos.

Apesar de todas as teorias, posso dizer por experiência que sempre aprendemos quando ensinamos. Não aprendemos só em termos de troca com o estudante, aprendemos e consolidamos o conhecimento que já temos do próprio conteúdo que estamos ensinando. 
De um lado temos conteúdos que são explicados por alguém que já teve contato com os mesmos antes e possui um arcabouço teórico. 
De outro lado, há o estudante que se depara pela primeira vez com tal assunto e que, com base nas explicações do professor, terá o contato inicial e subsídios para consolidar o conhecimento. 
Do ponto de vista do cognitivismo são extremidades diferentes de um mesmo processo.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Recolocação no mercado de trabalho LinkedIn

Eu fiquei bastante impressionada ao ver no meu feed do LinkedIn uma pessoa dizendo que jamais teve oportunidade de crescer e que o máximo que obteve depois de anos de dedicação foi uma carta de demissão.
 Embora eu não esteja 100% inteirada do que ocorreu, o fato dela dizer que sempre fez seu trabalho e nunca 'falou mal de ninguém' fez com que eu comentasse a fim de lhe proporcionar algum alento. 
Resolvi transcrever aqui, pois pode alguém estar passando pela mesma situação que ela (buscando recolocação) e precisar mesmo ler estas minhas linhas sobre o fato de não crescer nas empresas:
"Está explicado, você não fala mal de ninguém e cumpre o que lhe pedem. Grande parte das empresas beneficiam quem fomenta a discórdia, porque o problemático é a pessoa que se destaca ao criar um clima: apresenta o problema e a solução. Não creio que estejas errada. O mundo é competitivo e as pessoas mais vorazes provavelmente serão as beneficiadas com as promoções e não necessariamente as pessoas que trabalham direitinho. Estou torcendo por você, porque o mundo precisa de pessoas que façam a sua parte sem ter de pisar em ninguém, sem competir insanamente".