segunda-feira, 25 de julho de 2016

Séries Netflix: recomendo TOP 6

É uma lista bem simples, meu top 6 das séries disponíveis na Netflix, pela ordem que eu mais gostei J :

1. Sense 8
Das diretoras de Matrix, não poderia ser diferente: número um!!! Apesar de ter rodado apenas a primeira temporada está excelente e com gosto de quero maaaaaaissssss. Já está gravada a segunda temporada, deve estrear ano que vem.
Resuminho(sem spoiler): oito pessoas que conseguem conectar-se entre si e trabalham em conjunto para o bem delas, mensagem positiva, emocionante, bastante ação, carrega no sexo (o que revela mais da fase que as irmãs diretoras estão vivendo do que influencia na trama) o que não prejudica em nada, quem não gosta avança. Para quem gosta é um bônus.

2. Supernatural
Sobre caçar seres sobrenaturais. Não precisa resumo, quem não viu tem de ver!!! Eu coloquei em segundo lugar, mas poderia muito bem estar em primeiro, Sam e Dean mais céu e inferno e todas as histórias são, simplesmente, de arrasar! Diversão garantida, com humor, drama e aventura.

3. Awake
Sobre universos paralelos. É uma série com início, meio e fim. Eu gostaria que tivesse continuado, mas enfim... L
Resuminho: policial que sobrevive a um acidente vive entre dois mundos, em cada mundo a realidade de quem sobreviveu é diferente, no meio tempo ele vai resolvendo casos utilizando esse poder de trânsito.

4. Better call Saul
Sobre o advogado que aparece na séria Breaking Bad (outra série que dá para assistir, mas tem coisas desnecessárias, muita violência) e que faz muito sucesso. Better call Saul é uma série que promete.
Resuminho: Fala sobre a vida do advogado Saul antes dos acontecimento em Breaking Bad. O sucesso fica por conta da atuação do ator que faz Mike, impecável.

5. Prison Break
Sobre dois irmãos, um injustiçado e outro inteligente demais.  Está fazendo tanto sucesso no Netflix que deve retornar ano que vem (nova temporada)!
Resuminho: a trama toda é sobre a fuga idealizada da prisão pelo irmão mais novo.

6. Sherlock Holmes (BBC)

Sobre o detetive e suas habilidades para deduzir e descobrir a autoria de crimes. É uma série com aventura, ótimos diálogos, romance e bastante ação. Destaque para o Palácio Mental de Holmes.

domingo, 17 de julho de 2016

Pérola do youtube: como localizar Carmina Burana sem saber o título!

Eu tive de compartilhar: "como foi difícil localizar teclando he he haw", e não é que o internauta acha pelo yahoo respostas?!


sábado, 16 de julho de 2016

Aprendizagem, Einstein e esforço.

 "Todo mundo é um gênio. Mas se tu julgas um peixe pela capacidade de subir em uma árvore, ele [o peixe] viverá toda sua vida acreditando que  é estúpido" (tradução livre de Einstein sobre aprendizagem).
Encaixa perfeitamente para o campo da Educação, quando pensamos que não somos capazes de aprender... Pode ser que esteja fora de nossas habilidades.
Por outro lado, e com muito respeito pela metáfora do gênio Einstein, nada impede que tu, ser humano, te esforces para ser melhor, para ampliar o teu potencial. Exemplos de pessoas que superaram o que parecia impossível não faltam.
Era isso o que eu queria dizer hoje...

domingo, 29 de maio de 2016

Precisando um trabalho extra (freela?) freelancer..

Cadastro fácil e muitas oportunidades. Vale a pena tentar, sugiro preencher as habilidades com muito carinho, pois as vagas aparecem! Aqui o link https://www.99freelas.com.br/


Boa sorte!

domingo, 22 de maio de 2016

A importância do conhecimento

Texto ilustrativo da diferença entre ter conhecimento e não ter...

Um caldeireiro foi contratado para consertar um enorme sistema de caldeiras de um navio a vapor que não estava funcionando bem. Após escutar a descrição feita pelo engenheiro quanto aos problemas, e de haver feito umas poucas perguntas, dirigiu-se à sala de máquinas. Olhou para o labirinto de tubos retorcidos, escutou o ruído surdo das caldeiras e o silvo do vapor que escapava, durante alguns instantes; com as mãos apalpou alguns dos tubos. Depois, cantarolando suavemente só para si, procurou em seu avental alguma coisa e tirou de lá um pequeno martelo, com o qual bateu apenas uma vez numa válvula vermelha brilhante. Imediatamente, o sistema inteiro começou a trabalhar com perfeição e o caldeireiro voltou para casa.
Quando o dono do navio recebeu uma conta de $1000, queixou-se de que o caldeireiro só havia ficado na sala de máquinas durante quinze minutos e pediu uma conta pormenorizada. Eis o que o caldeireiro lhe enviou:
Total da conta.....................: $1000,00, assim discriminados:
Conserto com o martelo.....: $ 0,50
Saber onde martelar...........: $ 999,50
(Richard Bandler e John Grinder)


terça-feira, 17 de maio de 2016

Cozinhando sem glúten e sem lactose: experiência, dicas e uma pequena lista do que pode...

A postagem de hoje é para começar a registrar a tarefa diária de fuga do glúten, que tenho desenvolvido por causa de meu guri, de três anos, celíaco (alérgico à proteína do trigo e centeio).
Primeiro devo esclarecer que sou vegetariana e sempre concilio a alimentação dele com a minha, tornando a tarefa um pouquinho mais complexa.
Logo que fui informada do diagnóstico, fiquei sem saber o que dar de alimentação para ele, mas depois de bastante pesquisa, conversa com amigos que passavam pelo mesmo problema e muita coragem, descobri um mundo novo da cozinha livre de glúten. 

A primeira dica que compartilho é algo que sempre fiz: ler os rótulos. Uma prática comum entre vegetarianos e que ajuda a identificar os alimentos que posso usar para preparar comida para ele. Sempre leia, às vezes empresas que não tinham traços de glúten ou lactose, passam a ter. E o oposto também é verdade...;

Segunda dica: não exagerar nos alimentos que pode, porque o exagero às vezes leva a uma intoxicação. Digo por experiência, meu bebê desenvolveu alergia ao amendoim e durante algum tempo à banana. (Culpa minha, podia paçoca? Era paçoca todo dia! Da série coisas que me arrependo...). 

Terceira dica: variedade! O que serve para vegetarianos, na maior parte das vezes serve para intolerantes. Abuse de vegetais (todos), frutas (todas) e grãos** (dê preferência a orgânicos - sem veneno - não-transgênicos). Batata, batata doce, aipim (mandioca), cenoura, chuchu, cebola, tomate, quiabo, couve, brócolis, couve-flor, repolho, beterraba..., é uma lista alegre de extensa! As frutas eu seleciono as menos ácidas, mais alcalinas como abacate, maçã e banana. 
Dentre os grãos estão proibidos, obviamente, os que têm a proteína perigosa: aveia e cevada.
Quarta dica: inventar! Bolos, pizas e novas formas de fazer os antigos alimentos 'engordantes'. Tem um lado positivo na restrição ao glúten, todos que conheci até agora são magrinhos hehe.... Brincadeiras à parte, nada melhor do que o velho e bom arroz com feijão e ovo para um celíaco! Sobremesa? frutas! Ou um bolo/torta de banana. E de beber? Água!

Lista de opções de alimentos:
Leite sem lactose com chocolate 100% cacau (sem lactose/glúten);
Rosca de polvilho (derivados da mandioca liberados!!!), O grande problema no nosso caso sempre foi o que dar no café da manhã? No lanche da tarde? Como viver sem pão??? Com o tempo a gente descobre que há vida sem glúten, com muita tapioca.
Tapioca (pode misturar ou ovo, ou com banana fica uma panquequinha deliciosa);
Pipoca tradicional na panela;
Carnes (peixe, frango, de boi) - detalhe: embutidos não são saudáveis e podem conter traços, esqueça-os;
Nozes/amêndoas;
Amido de milho (prepare tortas, mingaus, balinhas);
Polenta (mingau de polenta, polenta frita);
Manteiga de amendoim/paçoca;
Suspiro e barrinhas de arroz doce, são opções para quem tem a dieta restrita.

É isso.