quinta-feira, 29 de maio de 2014

Preocupação com Direitos Humanos e liberdade de expressão, inclusive religiosa, no México

Em todos as cidades que você visitar tem uma rua ou avenida Cinco de Mayo (comemorado no Estado de Puebla) e 16 de Septiembre (independência), datas importantes para os mexicanos. Um povo que sempre se rebelou e como eu disse em postagem anterior, isso tem muita relação com o sangue que corre nas veias deles.
Muro em Cidade do México, Fonte: arquivo pessoal

Imagem no museu da tolerância na Cidade do México, Fonte: arquivo pessoal

Imagem no museu da tolerância na Cidade do México, Fonte: arquivo pessoal

Há uma preocupação com Direitos Humanos e liberdade de expressão, inclusive religiosa, que transparece na cidade e em seus constantes protestos:
Protestos no México, cidade de Chetumal, contra a mudanca de estado Laico




Dançarino na Cidade do México: o 'máskara' mexicano

Um vídeo somente para descontrair: o que os artistas de rua fazem para sobreviver em um México criativo!




terça-feira, 27 de maio de 2014

A América foi Descoberta

Depois que o continente foi dividido nas três Américas, cada qual com seu "dono". 
Bem, os portugueses deixaram sua marca por todos os lugares. Também o México tem muito da cultura portuguesa. O Porto de Vera Cruz tem a arquitetura lusitana misturada com Espanhola, Maya e Azteca. Interessante notar o nome da capital e do Estado/província: Vera Cruz.Cidade banhada pelo Golfo do México, extremamente turística, com vida noturna bem agitada.





Cidade portuária, com muitas belezas, um aquário enorme (acima). Abaixo fotos para você curtir um pouquinho desse lugar que lembra a Europa...





Ps.: Qualquer hora preciso explicar, mas com detalhes a importância de praticamente um 'herói' nacional mexicano: o chavito (Chaves)





sexta-feira, 23 de maio de 2014

Sem culpa e sem medo! Uma viagem renova sua alma... E o poder do café.

Essa postagem é para dizer que você precisa viajar! Conhecer novos lugares, costumes, culinária... Tudo isso renova a vida da gente.
E você precisa experimentar o gosto do café de diversas regiões.
Ainda em Puebla, ótimos cafés
Aqui apesar de não muito nítido a decoração interna de um café alternativo

Na imagem a seguir a decoração de um café ótimo em Puebla/Mx, estilo Inglês, veja só....
Interior da loja


Café muito bom, só perde para o café especial de Vera Cruz. Muitos lugares legais para conhecer e badalar em Vera Cruz, mas este assunto merece nova postagem...

GARÇOM VEGETARIANO

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Os verdadeiros Piratas do Caribe

Em Bacalar,  há o museu dos Piratas do Caribe, interessante e emocionante! Bacalar tem outras atrações naturais como o lago de várias cores. Das últimas cidades próximas da capital sul da costa caribenha, Bacalar fica no estado/província de Quintana Roo, México. A capital é Chetumal, uma cidade que merece muitos 'posts' ainda....


Espada dos verdadeiros piratas do Caribe!
Fonte: arquivo pessoal tiradas do museu, 2012
Armas e espadas de Piratas
Fonte: arquivo pessoal tiradas do museu, 2012

Fonte: arquivo pessoal tiradas do museu, 2012

E tinha mulheres piratas ! Imagina o quanto elas tinham de ser fortes e destemidas para enfrentar mares e piratas do sexo oposto.


Fico pensando, por que os EUA nunca invadiram o México e o contrário é verdadeiro. Olha que os EUA entraram em todos os países do oriente médio e por aí afora... Quando estávamos na cidade do México soubemos  que um carro furou um bloqueio da polícia mexicana e os policiais revidaram metralhando o tal carro, adivinha? Era um carro diplomático, com norte-americanos dentro, sendo que um desses americanos morreu, quase nenhuma repercussão internacional. O que o comando disse, na televisão na época, era que a CIA estava investigando operações militares dos mexicanos que responderam com nada menos que bala! 
Daí quando você vê um povo que emerge de uma cultura agressiva, sobrevivente e inteligente como a Maya e dos Aztecas, misturada com os piratas espanhóis que aportaram no novo continente, dá para começar a entender um pouquinho do sangue que corre na veia dos mexicanos. Impressionante!Bem, vou ficando por aqui, ainda tem muito mais para contar...

Chichén Itza dança Maya

O vídeo a seguir gravamos numa visita ao sítio arqueológico Chichén Itza próximo à costa do Caribe. Mostra pequena mas interessante parte da cultura:


O detalhe que aparece atrás do índio é a venda de "cocos frios", trata-se de um local turístico.
Abaixo uma foto que tirei, longe de ser minha preferida, mas é um retrato dos costumes trazidos pelos Mayas, é um crânio, pelo que me foi dito lá, de uma criança, usada nos rituais.
Cetro Maya, Fonte: arquivo pessoal, 2012
Nas imagens a seguir fotografias de instrumentos e das ruínas Chichén Itza:

Utensílios Maya
Fonte: arquivo pessoal, 2012




Ruínas Fonte: arquivo pessoal, 2012

Ruínas Fonte: arquivo pessoal, 2012

terça-feira, 13 de maio de 2014

Puebla, cidade histórica

Uma linda cidade, que você precisa conhecer. Cercada por vulcões e ruínas Maya. Você pode caminhar em qualquer horário pelo centro histórico e descobrir novidades, caminhos e a cultura única desse povo.
Cidade altamente turística, cheia de prédios no estilo europeu, devido à colonização espanhola. Cada ruela remete a um tempo e uma cultura ancestral, mesclada com os povos Mayas e Aztecas


Esquina Catedral, Puebla/Mx. Fonte: arquivo pessoal
Encantadora, turística. O problema é a fuligem do vulcão que dá à paisagem a constante sensação de outono, encobrindo muitas vezes o céu. 
Museu no centro histórico de Puebla.
Fonte: Arquivo Pessoal.
Há as ruínas de Cholula que são muito interessantes. Com altar tétrico de oferendas de meninos . 
Explicação do altar da oferendas em que os Mayas sacrificavam meninos de seis e sete anos.
Fonte: Arquivo Pessoal

Você vai encontrar com índios Maya lá, poderá adquirir artesanato e saiba que eles fazem questão de conversar e responder suas perguntas.

domingo, 11 de maio de 2014

Escolhendo o próximo destino

Pensamos em não gastar muito mas precisávamos conhecer Cancun. E é possível achar hosteis baratos em Cancun. O bom de lá é que dá para conhecer absolutamente toda a cidade utilizando ônibus. Passagem em conta (isso em 2012), algo em torno de 1 dólar. 
Para curtir a praia nada como ficar em um dos hotéis que usam a orla como área privada, mas compensa pagar uma diária. Se você reservar pela internet consegue uma boa oferta. 
Vista do Hotel,
Arquivo pessoal

Há vários centros comerciais, chamados pelo mexicanos de Plaza. Locais abertos ou fechados, com área de alimentação, lojas e conveniências. Há restaurantes com culinária de todo o mundo.
O mar é um espetáculo grandioso, parece uma piscina azul e quente, a água é limpa.
Fique atento com os táxis novamente. Uma corrida do aeroporto até a área de hotéis pode custar caro, dá para ir de ônibus do aeroporto até a cidade por um custo muito menor.
Fico por aqui, espero dar outras dicas loguinho, se você quiser contatar fique à vontade.



sábado, 10 de maio de 2014

Eu entendo o que eles falam, eles não entendem o que eu digo!

     Para quem é do sul é muito fácil compreender espanhol. No entanto, para quem não sabe a pronúncia correta (meu caso) vira uma saga pedir, perguntar, comunicar-se com os mexicanos. Eles falam muito rápido!
     São espertos demais, especialmente os taxistas, nossa senhora, fique atento quando pegar um táxi para a rota que você quer, pois lá quem menos corre... chega por último. Não é só o Brasil o país de levar vantagem e do jeitinho.
    Uma corrida pode sair por um preço justo e até abaixo do custo, comparando com o Brasil, mas pode ser 'pela hora da morte'... dependendo da impressão que você passa. Gringo é torcido até a última moeda.
    E cuidado se escutarem palavras em inglês aí a corrida sobe astronomicamente, em dólar tudo fica muito mais caro, o que sairia 30 pesos pode custar 30 dólares.


Centro, Cidade do México.
Arquivo Pessoal.

     
     
     

Chegada no aeroporto de Cidade do México

       Posso dizer que a chegada foi muito tranquila. Que o que mais me chamou a atenção foram os cães farejadores  passando por nós e cheirando pessoas e bagagens. 

Foto dos cães, do site: http://info7.mx/

       No posto de imigração perdi alguns minutos, nada significativo, mas a sensação é de que os funcionários buscam ter certeza de que a chegada no México não é uma desculpa para entrar nos EUA. Perguntas triviais do tipo: objetivo da viagem (turismo), já esteve aqui? (não), tem reserva em hotel (sim, Hotel Planeta), Pretende ficar quanto tempo (um mês...), tem dinheiro (essa pergunta é a mais importante, após isso o seu passaporte é carimbado com o visto).  Com esse tempo 'perdido' em 'la migra' restou minha bagagem sozinha, esperando por mim. Ok, havia resolvido grande parte da apreensão da chegada: não perder a bagagem... E, claro, obter o visto para entrada no país.
Detalhe: leve caneta consigo, pois o oficial da imigração não vai emprestar! Tive de correr e pedir para qualquer pessoa e graças  a Deus um ser humano boníssimo emprestou uma que, inclusive, trouxe na minha volta ao Brasil. :) 

Explicação...

Pretendo contar coisas interessantes antes que minha memória não consiga mais reproduzir em palavras a beleza que é uma viagem pelo México.
Quando cheguei no aeroporto da cidade do México, pelo menos para mim que nunca havia saído do país, a experiência é, digamos, única.

Mas o que eu quero contar é sobre um país maravilhoso, que até hoje não entendo o motivo dos mexicanos deixarem um país enorme, com lindas paisagens, com o mar do caribe (!) para ir para os EUA!

Espero conseguir contar tudo e quem sabe auxiliar alguém que precisa de informações.