terça-feira, 25 de novembro de 2014

Ninguém existe sem a presença do outro: escritos do passado e pensamentos atuais

Ninguém quer ser levantado do chão por outro. Todos acham que podem levantar sozinhos. Mentira!
 Ninguém existe sem a presença do outro. O próximo. Mas que próximo é esse que está tão distante? [A distância merece um capítulo para si...] Se existo em função do outro e se não estou nem aí pro outro, diabos, EU NÃO EXISTO! Como é difícil sair da frente do espelho...
Como na letra de Tom Jobim*


* Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho
O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho
Da primeira vez era a cidade
Da segunda, o cais e a eternidade
Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver
Da primeira vez era a cidade
Da segunda, o cais e a eternidade
Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver


Postar um comentário